Campanha Meio Ambiente/Usiminas – Home Top

Referência no meio educacional, arte-educadora Giselda Perê ministra primeiro curso on-line e gratuito do ano

A Arte-educadora Giselda Perê “ ministrará o curso Educação decolonial – entre as artes e a narrativa”

O Instituto Usiminas abre a temporada de 2021 dos cursos do Programa de Formação de Professores e Arte-Educadores a partir da próxima quinta (27/05). O primeiro encontro terá como tema “Educação decolonial – entre as artes e a narrativa”, e será ministrado pela arte-educadora Giselda Perê. Como parte da programação da Plataforma Educativa do Instituto Usiminas (educativoinstituto.usiminas.com), o curso on-line é gratuito e conta com o patrocínio da Usiminas, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura. As inscrições podem ser feitas pelo link http://bit.ly/EducaçãoDecolonial.

Realizado em dois encontros (27/5 e 10/6), o curso apresenta e identifica as principais questões relacionadas ao ensino decolonial da arte e da literatura brasileira e será conduzido em três partes: “As histórias da arte brasileira – em busca de uma identidade nacional”, “Quais as histórias que a história da arte não conta?” e “A busca pela prática decolonial na educação e na vida”.

Mestra em arte-educação, Giselda Perê vai convidar os participantes a investigarem como a educação pode solidificar, na prática educativa e artística, gestos de racismo e intolerância. Com mais de 20 anos de carreira, Giselda dedica-se à criação artística que valorize as sabedorias, as estéticas e as oralidades presentes em nossas ancestralidades africanas e afro-brasileiras, principalmente no núcleo de história Agbalá Conta.

Ampliando o alcance

Segundo a diretora do Instituto Usiminas, Penélope Portugal, a Plataforma Educativa do Instituto Usiminas amplia significativamente o alcance do trabalho já desenvolvido, atendendo demandas de educadores de várias localidades e abordando temas fundamentais para a educação contemporânea. “Extrapolamos os limites do Vale do Aço trazendo temáticas fundamentais para o ensino e pretendemos chegar mais longe com assuntos como os que serão abordados por Giselda, proporcionando conteúdos de qualidade e que possam auxiliar na reflexão sobre diversidade e respeito ao próximo. Queremos uma agenda cada vez mais forte nesse sentido”, frisa Penélope.

Até novembro deste ano, o Instituto Usiminas realizará quatro cursos dentro do seu Programa de Formação de Educadores e Arte-educadores. Todos o conteúdo estará disponível na Plataforma Educativa do Instituto Usiminas, espaço virtual que é extensão da Ação Educativa e possibilita a participação de educadores de diversas localidades de países de Língua Portuguesa.

Em 2020, o Instituto Usiminas alcançou mais de 30 localidades com formações à distância, por meio da Plataforma Educativa. Além do Vale do Aço, os cursos contaram com participantes de cidades do Distrito Federal, Mato Grosso do Sul, Goiás, São Paulo, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Alagoas e até em Portugal.

UNIMED – Home

Faça um Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Você não pode copiar o conteúdo desta página